Agata Dziarma

Letra de Abandonada

de Agata Dziarma

Tanta criança sem nome que o mundo tem
Sem ninguém, sem ninguém
Tantos corações perdidos sem bater
Só sofrer, só sofrer
Casas debaixo da ponte, escolas ao luar
Brinquedor de faz de conta e a rua seu lar

Tanta criança sem nome, mãe nem pai
Cada vez mais, cada vez mais
Tantas alminhas esquecidas que ninguém vê
Mas porquê, mas porquê
O mundo segue e avança sem ligar
E o nome dessa criança não irá mudar

Refrão:
Abandonada, abandonada
Será sempre por esse nome que vai ser chamada
Abandonada, abandonada
Será sempre criança sem nome, sem vida e sem nada

Tanta criança que nasce sem pedir
Pra nascer, pra nascer
Tanto inocente que paga pelo que não fez
Tanta vez, tanta vez
E ganha logo á nascença uma dor sem fim
Berço de espinhos de herança e um nome assim

Refrão:
Abandonada, abandonada
Será sempre por esse nome que vai ser chamada
Abandonada, abandonada
Será sempre criança sem nome, sem vida e sem nada

Mas não podemos deixar, nunca mais, que isto acontece
Está na hora de darmos um nome, um lar e tudo à esta criança

Refrão:
Abandonada, abandonada
Já é tempo de darmos um pouco a quem não tem nada
Buscar Letras:
Más de Agata Dziarma:

Letras de artistas por orden alfabético: